Buscar

Os pais são inteligentes

Você conhece sua criança. Você entende o que ela quer dizer quando aponta para a porta. Você a ouve falar e a vê brincar. Você se lembra do que seus filhos mais velhos fazerem e falarem na mesma idade. É normal comparar sua criança com outras crianças. Também é normal se preocupar se você acha que sua criança não está acompanhando.



Você pode perguntar a outros pais, parentes ou ao seu médico o que eles acham da fala da sua criança. Você pode obter respostas como: “Meu filho também era lento. Agora ele não vai ficar quieto” ou “Não se preocupe; ela vai superar isso.” Seu médico pode dizer para você não se preocupar até que sua criança esteja mais próximo da idade escolar. E eles podem estar certos.


Mas e se não estiverem? afinal, os pais são inteligentes e de fato percebe, quando existe algo de errado. Você pode pensar coisas como "eu me sentiria culpado" esperando apenas para descobrir que deveria ter feito algo mais cedo. Como vou saber com certeza o que fazer?


O que esperar

Você não saberá com certeza. Todas as crianças passam pelos mesmos estágios de desenvolvimento de sua fala e linguagem. No entanto, é difícil saber exatamente quando sua criança chegará a cada estágio. Há uma gama do que é normal, e pode variar muito. O desenvolvimento da fala e da linguagem da sua criança depende de:

  • Sua capacidade natural de aprender a língua.

  • Outras habilidades que ela está aprendendo ao mesmo tempo.

  • Quanta conversa ela ouve durante o dia.

  • Como as pessoas respondem ao que ela diz ou faz.


Isso torna difícil dizer com certeza onde estará o desenvolvimento da fala e da linguagem da sua criança em 3 meses ou 1 ano.


Fatores de risco

Sua criança tem entre 18 e 30 meses e não fala tão bem quanto você acha que deveria? Alguns fatores que podem colocar sua criança em risco de problemas de linguagem incluem:

  • Entender a linguagem: Uma criança geralmente entende o que ouve antes de usar as palavras. Esta é a linguagem receptiva. Sua criança pode apontar para objetos quando você os nomeia e segue instruções simples. Se sua criança parece entender bem para sua idade, é mais provável que ela alcance sua linguagem. Se você acha que ela não entende o que os outros dizem, ela pode ter um atraso na linguagem.

  • Uso de gestos: Sua criança pode usar gestos para se comunicar, especialmente antes de poder dizer muitas palavras. Os gestos incluem apontar, acenar “oi” ou “tchau” e colocar os braços para cima para que você a pegue. Quanto mais gestos sua criança usa, mais provável é que ela alcance outras crianças de sua idade. Sua criança pode não aprender a linguagem tão bem se ela não usar muitos gestos.

  • Aprendendo novas palavras. Sua criança pode ser mais lenta para falar, mas ela ainda deve tentar usar novas palavras a cada mês. Ela pode começar a juntar algumas palavras ou usar palavras para fazer perguntas. Se a sua criança fizer isso, é mais provável que ela se recupere e não atrase. Sua criança pode ter um problema de linguagem se você não ouvir novas palavras com frequência.


Ter um problema com qualquer coisa desta lista não significa que sua criança tenha um atraso de linguagem. No entanto, isso a coloca mais em risco. Você pode solicitar uma avaliação para garantir que sua fala e linguagem estejam onde deveriam estar.


O que você deve fazer?

Você conhece sua criança melhor que ninguém. Você não precisa esperar e ver se acha que pode haver um problema. E você não precisa adivinhar que sua criança vai desenvolver no tempo dela. Você pode prevenir procurando um fonoaudiólogo. O Fonoaudiólogo conversará com você sobre suas preocupações e avaliara o quanto sua criança entende, fala e usa gestos.


O fonoaudiólogo pode lhe dar ideias sobre como ajudar a desenvolver a fala da sua criança. Eles também podem ajudar se você tiver outras preocupações sobre o desenvolvimento da sua criança .


Confie nos seus instintos. Descubra se a sua criança é tardia ou se tem um atraso na linguagem. A ajuda está disponível.

25 visualizações0 comentário